À primeira vista, aspectos e impactos ambientais podem soar como a mesma coisa, mas, na verdade, referem-se a conceitos diferentes. Desse modo, para uma organização atender aos requisitos de gestão ambiental estabelecidos pela norma ISO 14001, de 2015, é necessário compreender os significados de ambos os termos. Neste artigo, portanto, você entenderá essa diferença. Confira!

Entenda a diferença entre aspectos e impactos ambientais
Fonte: Freepik.

O que é aspecto ambiental

O aspecto ambiental é um elemento de um produto, atividade ou serviço de uma organização que interage com o meio ambiente de alguma forma. Essa interação pode gerar consequências de diversos tipos, sejam elas boas ou ruins. Ou seja, o aspecto ambiental é uma causa de determinados resultados ambientais.

O que é impacto ambiental

Já o impacto ambiental, por sua vez, é precisamente a consequência que surge por conta do aspecto. Assim, os impactos ambientais são as formas como os aspectos ambientais de uma organização ou empresa afetam o meio ambiente. São, portanto, efeitos diretos dos aspectos ambientais.

Para compreender melhor essa diferença, basta pensar em exemplos. A produção de emissões atmosféricas, por exemplo, é um aspecto ambiental, pois é parte de uma interação que se estabelece entre meio ambiente e empresa. Desse modo, os impactos ambientais em questão seriam as consequências diretas dessa interação, como a mudança de qualidade do ar.

Fazendo o levantamento de aspectos e impactos ambientais

Uma vez que você entende a diferença conceitual entre aspectos e impactos ambientais, é preciso descobrir como se avalia isso na prática. Afinal, como descobrir se um elemento é um aspecto ou um impacto ambiental?

A melhor forma de fazer isso é através de uma metodologia comparativa, em colunas. Isso porque, como os aspectos ambientais causam os impactos, só é possível compreender a natureza de um em relação ao outro.

Cria-se, então, uma matriz na qual as características de cada elemento são comparadas. Com isso, é possível observar qual elemento é um risco e qual é um dano, e, com isso, classificá-lo como aspecto ou impacto.

O ideal é identificar os riscos ambientais de uma operação com antecedência, para então agir para minimizá-los o máximo que for possível. Dessa maneira, você pode, por consequência, diminuir os impactos ambientais de forma significativa.

Conheça o índice de risco ambiental (IRA)

Através do levantamento de aspectos e impactos ambientais, pode-se calcular o IRA, ou índice de risco ambiental, de um procedimento. Ele é calculado com base nos seguintes fatores:

  • G, que se refere à gravidade do impacto;
  • O, que se refere à ocorrência da causa;
  • D, reference ao grau de detecção;
  • F, referente à facilidade da implementação da ação corretiva.

Ou seja, utilizando a média desses fatores, é possível chegar no IRA, e, com ele, construir uma estratégia de minimização dos impactos ambientais adequada. Isso porque o IRA permite que você entenda quais elementos oferecem o maior risco, o que torna mais fácil estabelecer prioridades.

Por que prestar atenção aos impactos ambientais

Mesmo que você não tenha interesse em um certificado ISO 14001, a atenção aos impactos ambientais é fundamental para a execução de qualquer procedimento da sua empresa. Além de minimizar danos reais ao meio ambiente, esse tipo de planejamento evita muitos problemas futuros para a sua organização.

Desse modo, os benefícios de uma gestão ambiental de qualidade são incontáveis. Isso vale especialmente para empresas que interajam com o meio ambiente de forma mais direta, como as do segmento de óleo e gás.

Por conta disso, é importante investir em uma boa avaliação dos aspectos e impactos ambientais das suas operações. Para isso, a melhor opção é contar com a ajuda de uma empresa que ofereça serviços de SMS (Segurança, Meio Ambiente e Saúde) de qualidade, como a Infotec Brasil. Para mais informações, visite o site da empresa.