Segurança do trabalho em altura: O que você precisa saber

Segurança do trabalho em altura: O que você precisa saber

Trabalhos em altura são atividades que causam muitos acidentes no meio corporativo. Por isso, se a sua empresa lida com esse tipo de serviço, é extremamente importante se informar acerca de como funciona a segurança do trabalho em altura. Sendo assim, separamos esse artigo para explicar que tipo de atividades são englobadas por esse conceito. Além disso, vamos falar sobre quais são as formas de torná-las mais seguras para os trabalhadores que as exercem. Para saber mais, continue com a leitura!

Segurança do trabalho em altura: O que você precisa saber
Fonte: ShutterStock.

O que define esse tipo de atividade

A legislação brasileira contém uma definição muito específica do que é um trabalho em altura. Essa definição está na norma reguladora 35. Ela determina que o trabalho em altura é qualquer atividade que for exercida em uma altura acima de 2 metros, onde pode haver risco de queda.

A mesma norma também determina que é responsabilidade do empregador:

  • Garantir a implementação das medidas de proteção estabelecidas no documento;
  • Garantir a realização da Análise de Risco (AR) e da emissão da Permissão de Trabalho (PT), quando for aplicável;
  • Desenvolver um procedimento operacional para as atividades de trabalho em altura;
  • Garantir aos funcionários informações atualizadas sobre as medidas de controle e os riscos envolvidos nas atividades;
  • Realizar uma avaliação prévia das condições no local do trabalho em altura;
  • Assegurar que qualquer trabalho em altura só tenha início depois de adotadas as medidas de proteção devidas;
  • Tomar as providências necessárias para acompanhar o cumprimento das medidas de proteção pelas empresas contratadas.

Sendo assim, assim como em qualquer outro tipo de ambiente de trabalho, o trabalho em altura requer que o empregador tome diversas atitudes para criar um local de trabalho seguro para o trabalhador.

Entenda como é possível garantir a segurança do trabalho em altura

Não é difícil imaginar quais são os riscos que o trabalho em altura apresenta para os funcionários que o exercem. Afinal, ao trabalhar em uma altura acima de 2 metros com a possibilidade de risco de queda, muitos acidentes podem ocorrer. Como consequência, sequelas graves e até vitalícias podem ser geradas para o trabalhador.

Diante disso, surge a pergunta: Como é possível garantir a segurança do trabalho em altura? Felizmente, existem algumas medidas que podem tornar essa tarefa mais fácil. A seguir, vamos falar um pouco sobre cada uma delas.

Faça uma análise preliminar do local

A análise preliminar do local de trabalho é crucial para determinar os riscos das atividades que serão realizadas com mais precisão. Com ela, é possível estabelecer desde o princípio medidas para controlar e até eliminar esses riscos. E, dessa forma, diminuir as chances de acidentes.

Treine seus funcionários

É parte da responsabilidade do empregador providenciar um treinamento adequado para funcionários que exercerão atividades de trabalho em altura. Durante esse treinamento, os trabalhadores devem ser familiarizados com as medidas de proteção que podem ajudá-los, bem como o funcionamento de equipamentos de proteção que deverão utilizar durante o serviço.

Registre o treinamento

A norma reguladora 35 determina que o treinamento oferecido para o trabalho em altura deve ser registrado pela empresa. Isso inclui a produção de um relatório da programação e do conteúdo do treinamento, uma lista de presença com os nomes de quem participou nele e certificados para os participantes.

Invista na segurança do trabalho da sua empresa

A segurança do trabalho em altura é, como você já sabe, um elemento crucial para a criação de um ambiente de trabalho produtivo e seguro. Por isso, para garantir a integridade e a eficiência desse procedimento na sua empresa, é uma boa ideia contar com a ajuda de uma companhia especialista no assunto, como a Infotec Brasil. Visite o site da empresa para obter mais informações.

Saiba Mais!
SMS - Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde

Por que contratar um serviço de gestão de SMS

Por que contratar um serviço de gestão de SMS para a sua empresa? Se você já ouviu falar desse tipo de serviço, deve saber que ele é considerado um grande auxílio para o funcionamento externo e interno de diversas empresas. Mas você sabe as razões para isso? Qual é a importância de uma boa gestão de SMS? Neste artigo, você encontrará as respostas para essas e outras questões relacionadas ao assunto.

Por que contratar um serviço de gestão de SMS
Fonte: Freepik.

 

Entendendo o que é a gestão de SMS

Antes de qualquer outra coisa, é preciso definir o que é uma gestão de SMS. Trata-se de uma ferramenta estratégica de gestão empresarial. A sigla “SMS” significa “saúde, meio ambiente e segurança” e engloba as três esferas sobre as quais essa gestão incide.

O que esse tipo de gestão faz, portanto, é olhar para a empresa como um ser vivo e avaliar os elementos necessários para a sua sobrevivência. Isso inclui garantir não apenas a segurança e a conformidade com as leis dos procedimentos, mas também a sua eficiência e seu nível de custo-benefício. Assim, a gestão de SMS mantém a empresa funcionando da melhor maneira possível, evitando riscos ou desperdícios de recursos desnecessários.

Outro ponto que é crucial para entender essa forma de gestão é a sua metodologia preventiva. A ideia da gestão de SMS é avaliar os riscos para evitar acidentes e prejuízos futuros. Desse modo, o problema é contornado sem que a empresa precise lidar com as consequências dele.

Por que contratar um serviço de gestão de SMS

Agora que você já entende o que é a gestão de SMS, é preciso examinar a importância desse tipo de serviço. Afinal, por que contratar um serviço de gestão de SMS?

Há muitas respostas possíveis para essa pergunta, pois a gestão de SMS traz inúmeros benefícios para as empresas. Vejamos, então, alguns dos principais deles.

Identificação e redução de riscos

Como já foi dito anteriormente, a gestão de SMS se baseia em uma cultura de prevenção. Isso significa identificar os riscos antes deles se transformarem em prejuízos, e trabalhar para reduzi-los com antecedência. A longo prazo, isso faz muita diferença, permitindo que a empresa evite situações prejudiciais.

Facilitação da conformidade legal

Ter problemas com a legislação pode custar muito caro para a sua empresa. Isso é especialmente importante para o Brasil, país no qual estão localizados 98% dos processos trabalhistas do mundo. E contratar um serviço de gestão de SMS é uma boa forma de evitar entrar para essa estatística, garantindo a conformidade legal dentro da sua empresa.

Redução de custos

Uma análise de fora, feita de maneira imparcial, pode detectar inúmeros gastos desnecessários no seu orçamento. A gestão de SMS, portanto, ao otimizar o funcionamento dos processos da empresa, enxuga muitos desses gastos, reduzindo o custo mensal do seu negócio. Trata-se, então, de um investimento que vale a pena, pois traz um retorno significativo para a sua empresa a longo prazo.

Melhoria do ambiente de trabalho

O ambiente de trabalho é a junção de diversos fatores, e, dentre eles, a saúde, o meio ambiente e a segurança são três dos mais importantes. Sendo assim, contratar um serviço de gestão de SMS é uma forma de melhorar o ambiente de trabalho da sua empresa, o que aumenta a eficiência interna.

Garanta uma gestão de SMS para a sua empresa

Sendo assim, fica claro por que contratar um serviço de gestão de SMS pode ser muito benéfico para a sua empresa. É preciso, então, buscar esse serviço com uma empresa bem estabelecida no mercado, que preze pela otimização de processos e a redução de riscos, como a Infotec Brasil. Entre em contato com a empresa através do site!

Saiba Mais!

Entenda a diferença entre aspectos e impactos ambientais

À primeira vista, aspectos e impactos ambientais podem soar como a mesma coisa, mas, na verdade, referem-se a conceitos diferentes. Desse modo, para uma organização atender aos requisitos de gestão ambiental estabelecidos pela norma ISO 14001, de 2015, é necessário compreender os significados de ambos os termos. Neste artigo, portanto, você entenderá essa diferença. Confira!

Entenda a diferença entre aspectos e impactos ambientais
Fonte: Freepik.

O que é aspecto ambiental

O aspecto ambiental é um elemento de um produto, atividade ou serviço de uma organização que interage com o meio ambiente de alguma forma. Essa interação pode gerar consequências de diversos tipos, sejam elas boas ou ruins. Ou seja, o aspecto ambiental é uma causa de determinados resultados ambientais.

O que é impacto ambiental

Já o impacto ambiental, por sua vez, é precisamente a consequência que surge por conta do aspecto. Assim, os impactos ambientais são as formas como os aspectos ambientais de uma organização ou empresa afetam o meio ambiente. São, portanto, efeitos diretos dos aspectos ambientais.

Para compreender melhor essa diferença, basta pensar em exemplos. A produção de emissões atmosféricas, por exemplo, é um aspecto ambiental, pois é parte de uma interação que se estabelece entre meio ambiente e empresa. Desse modo, os impactos ambientais em questão seriam as consequências diretas dessa interação, como a mudança de qualidade do ar.

Fazendo o levantamento de aspectos e impactos ambientais

Uma vez que você entende a diferença conceitual entre aspectos e impactos ambientais, é preciso descobrir como se avalia isso na prática. Afinal, como descobrir se um elemento é um aspecto ou um impacto ambiental?

A melhor forma de fazer isso é através de uma metodologia comparativa, em colunas. Isso porque, como os aspectos ambientais causam os impactos, só é possível compreender a natureza de um em relação ao outro.

Cria-se, então, uma matriz na qual as características de cada elemento são comparadas. Com isso, é possível observar qual elemento é um risco e qual é um dano, e, com isso, classificá-lo como aspecto ou impacto.

O ideal é identificar os riscos ambientais de uma operação com antecedência, para então agir para minimizá-los o máximo que for possível. Dessa maneira, você pode, por consequência, diminuir os impactos ambientais de forma significativa.

Conheça o índice de risco ambiental (IRA)

Através do levantamento de aspectos e impactos ambientais, pode-se calcular o IRA, ou índice de risco ambiental, de um procedimento. Ele é calculado com base nos seguintes fatores:

  • G, que se refere à gravidade do impacto;
  • O, que se refere à ocorrência da causa;
  • D, reference ao grau de detecção;
  • F, referente à facilidade da implementação da ação corretiva.

Ou seja, utilizando a média desses fatores, é possível chegar no IRA, e, com ele, construir uma estratégia de minimização dos impactos ambientais adequada. Isso porque o IRA permite que você entenda quais elementos oferecem o maior risco, o que torna mais fácil estabelecer prioridades.

Por que prestar atenção aos impactos ambientais

Mesmo que você não tenha interesse em um certificado ISO 14001, a atenção aos impactos ambientais é fundamental para a execução de qualquer procedimento da sua empresa. Além de minimizar danos reais ao meio ambiente, esse tipo de planejamento evita muitos problemas futuros para a sua organização.

Desse modo, os benefícios de uma gestão ambiental de qualidade são incontáveis. Isso vale especialmente para empresas que interajam com o meio ambiente de forma mais direta, como as do segmento de óleo e gás.

Por conta disso, é importante investir em uma boa avaliação dos aspectos e impactos ambientais das suas operações. Para isso, a melhor opção é contar com a ajuda de uma empresa que ofereça serviços de SMS (Segurança, Meio Ambiente e Saúde) de qualidade, como a Infotec Brasil. Para mais informações, visite o site da empresa.

Saiba Mais!