Retomar as atividades e o convívio social são também fatores imprescindíveis à saúde das pessoas, principalmente a cognitiva, uma vez que o confinamento e suas consequências têm produzido danos mentais em todos.

Mas, para isso, é providencial seguirmos as recomendações ligadas à saúde, seja o SMS das empresas, da OMS, governos e/ou de órgãos competentes, a fim de evitarmos retrocesso e suas consequências além dos acidentes.

Plano de retomada: Bruno Pratts Santos de Alvarenga
Plano de retomada: Bruno Pratts

O distanciamento social, a higienização constante das mãos (seja com água e sabão ou com álcool 70%), a utilização de EPI (principalmente máscara), aferimento da temperatura corporal, educação e respeito ao próximo, são as principais armas ao combate à epidemia.

Sabemos que um misto de sensações como: insegurança, receio, apreensão e outros estão e continuarão em nossas vidas e serão amenizadas com o tempo.

Essa adequação é providencial ao retorno das atividades sociais e profissionais, uma vez que, o que nos faz espécie dominante é o poder de adaptação ao qual possuímos.

Coragem, disciplina, equilíbrio, confiança, concentração, atitude e humanidade são algumas das mais importantes características aplicáveis nosso novo normal, visando rodar a nossa roda da vida.