A formação, profissão e o dia a dia de um Oficial de Náutica

Formação

A formação de oficiais de náutica pode ser alcançada através de três maneiras no Brasil: a primeira, também tida como a melhor, é a formação através da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM). A segunda é através do curso de adaptação de segundo oficial de náutica (ASON) e a terceira é através do curso especial de acesso a segundo oficial de náutica (ACON).

A EFOMM tem seu período acadêmico e regras regidos pela Marinha do Brasil, sendo assim a formação é militar e todos os alunos também são. É importante frisar que para a entrada no curso EFOMM deve ser realizada uma prova que acontece uma vez por ano e envolve conhecimentos de nível médio para avançado sobre matemática, física, português, inglês e redação. O concurso é concorrido e o número de vagas limitado existindo apenas dois centros no Brasil que ministram o curso EFOMM, o CIAGA (Centro de Instrução Almirante Graça Aranha) localizado na Avenida Brasil, Rio de Janeiro e o CIABA (Centro de Instrução Almirante Brás Aguiar) em Belém.

A formação, profissão e o dia a dia de um Oficial de Náutica

Após a aprovação os alunos são colocados em um período de quarentena onde serão habituados com a rotina militar e as regras da escola. Este período é de total isolamento com celulares e visitas sendo autorizados somente após a conclusão dele. Terminada a quarentena inicia-se o período acadêmico de três anos onde os estudantes são versados nas artes náuticas e nas leis e normas que regem o mar. Após o formação acadêmica começa o período de estagio embarcado, conhecido por “praticagem”. Este período tem duração de um ano de mar, ou seja, deve-se concluir um ano a bordo de alguma embarcação da área offshore ou a bordo de navios de longo curso ou cabotagem.

O fim da praticagem representa o término da formação de um oficial mercante independente do curso que este cursou. A documentação é retirada e com ela vem o certificado de competência (CoC) e também o diploma em bacharel em ciências náuticas, agora os recém-formados oficiais estão aptos a exercer sua função a bordo.

A profissão

Trabalhar na marinha mercante brasileira como oficial de náutica implica numa vida com muitos deveres e dificuldades. A responsabilidade a bordo para um oficial de náutica é enorme independente do tipo de embarcação. Poluição marítima, navegação, segurança, salvatagem e documentação em dia são algumas delas. Além disso a vida no mar os priva de momentos com a família, perda de datas importantes e muitas vezes a construção de relacionamentos saudáveis. Contudo a bordo existe uma segunda família, um lugar seguro, comida e sempre uma paisagem estonteante.

O ON (Oficial de Náutica) pode desempenhar inúmeras funções a bordo, que vão desde oficial de quarto de navegação (OQN) até comandante dependendo da arqueação bruta da embarcação. As atividades da função variam bastante de embarcação para embarcação. Normalmente o OQN fica responsável pela navegação da embarcação, documentação e salvatagem. O imediato tem responsabilidade na manobra, controle do pessoal de convés, segurança e salvatagem. Por fim o comandante, que tem responsabilidade sobre toda a embarcação e representação direta desta.

É uma profissão bonita e recompensadora, que possui um plano de carreira muito bem traçado, além de um leque grande de possibilidades de emprego. Os oficiais mercantes também podem optar por trabalhar em terra, ocupando cargos administrativos, controle de tráfego marítimo, estivação etc.

O dia a dia

O ON a bordo de plataformas tem a liderança do convés e uma participação muito menor na salvatagem como um todo. Eles podem ocupar funções de Oficial de Náutica, controlador de lastro, Operador de posicionamento dinâmico, coordenador de embarcações e gerente de plataformas.

Como dito as atividades variam de embarcação para embarcação, portanto será tratado exclusivamente da rotina de oficiais a bordo de plataformas na função de ON.

Como Oficial de Náutica está incluso na rotina a verificação do estado do convés afim de notar algum desvio, verificação do estado dos pocetos com o objetivo de saber se estão operantes e num nível satisfatório. Cuidados com a documentação de bordo, ajuda no preenchimento dos RDO e na verificação de BM. O oficial tem responsabilidade sobre o Diário de Náutica, ROL de equipagem e CIR da tripulação marítima a bordo e o mais importante, realiza todas as manobras juntamente com o pessoal de bordo.

Saiba Mais!
Webinar - Perspectivas para o futuro do mercado de Óleo & Gás no Brasil

Webinar – Perspectivas para o futuro do mercado de Óleo & Gás no Brasil

A Infotec Brasil realiza o Webinar sobre  as “Perspectivas para o futuro do mercado de Óleo & Gás no Brasil” no dia 19/05, às 14:00, tendo como pauta o que devemos esperar do mercado de Óleo & Gás e quais os impactos que as resoluções de descomissionamento e a hibernação das 62 unidades de produção da Petrobras trazem para o mercado.

Entre outros assuntos

Temos a maior crise em 100 anos. Migramos forçadamente para o tempo das energias renováveis?

  • A guerra entre a Arábia Saudita e a Rússia agravaram o crash e alongarão o tempo de recuperação.
  • Estimativas sugerem que o consumo mundial poderá reduzir em 10% a 15% nos próximos meses.
  • Se as perspectivas de curto prazo para o setor são uma tragédia, as de longo prazo não são melhores.
  • A pandemia poderá deixar uma marca no já difícil crescimento da demanda por petróleo.
  • É necessário continuar monitorando a evolução do cenário.Estaremos com o maior especialista no Brasil em descomissionamento de ativos de Petróleo, Mauro Destri.

    Mauro foi Gerente de Ativos e Projetos da Petrobras por mais de 16 e participou a várias mãos das redações das resoluções e boas práticas sobre descomissionamento no Brasil.

    Mauro hoje preside a Destri Consulting prestando suporte e consultoria a grandes empresas do cenário E&P.

    Ele é, também, um parceiro em algumas unidades de negócio da Infotec Brasil.

    Felipe Maciel é jornalista e comanda desde julho de 2017 a agência epbr, primeira agência de notícias do país especializada em política energética. Cobre os setores de energia, gás natural e petróleo nos últimos 15 anos, tendo colaborado com veículos com Valor Econômico, Época Negócios e Jornal do Commercio e Brasil Energia.

    Nosso CEO, Pedro Ghiatã, será o mediador do debate trazendo questionamentos que cobrirão informações para os mercados de:

  • Full Wellstream;
  • Serviços;
  • Apoio Marítimo;
  • Drilling;
  • Exploração & Produção;

Para se cadastrar, acesse https://bit.ly/35TaGYR

Saiba Mais!
My Recognition

Infotec Brasil aproveita a plataforma My Recognition para enfrentar o COVID-19

Possuir um time engajado e comprometido é uma das bases do sucesso de uma empresa, e a busca deste objetivo se tornou um dos principais focos dos gestores.

Para motivar e engajar o profissional atual, primeiro precisamos entender as mudanças comportamentais e os reais motivadores das novas gerações.

O #myrecognition é uma plataforma corporativa desenvolvida pela Quadrimind que promove o engajamento explorando diferentes gatilhos de motivação, tais como: desafio, reconhecimento, status e recompensa. O objetivo do #myrecognition é ser um canal de comunicação mais próximo e funcional com os colaboradores, e foi pensado para ser eficiente e intuitivo.

A Infotec Brasil não poderia deixar de aproveitar a sua plataforma de Gamificação para enfrentar o COVID-19. No início de 2019, a utilização da plataforma hashtag#myrecognition estava direcionada em promover o engajamento de todos os funcionários da #infotecbrasil e estimular através da troca de pontos a cada desfio concluído com sucesso.

Atualmente, a empresa possui 60% de todos funcionários interagindo permanentemente, conseguindo premiar cerca de 10% dos colaboradores e ultrapassar a marca de 160 desafios lançados.

Cada desafio lançado na plataforma buscar beneficiar os funcionários com informações relevantes sobre a empresa, melhores práticas sobre a segurança do trabalho, como, por exemplo, a correta utilização de EPIs, e vídeos para difundir conhecimento a todos.

Atualmente a Infotec Brasil transforma esta poderosa plataforma mobile na sua Governança de Comunicação com todos os seus funcionários. A adoção desta plataforma simples e eficiente garante uma comunicação fácil a todos os seus mais de 70 contratos espalhados pelo Brasil.

Este é um exemplo de desafio enviado aos funcionários:

My Recognition My Recognition My Recognition

Saiba Mais!
Infotec Brasil assinou mais um contrato com a Petrobras onde passará a ser a responsável pela execução dos serviços de gestão ambiental nas áreas de influência dos empreendimentos terrestres e marítimos da UN-RNCE

Escolher o mar como escritório, a navegação como profissão.

Ser marítimo nos coloca diante de vários desafios. Mas quem não quer ter desafios à vencer na vida?

O primeiro desafio é a formação, escolher Náutica/convés ou Máquinas, tudo vai de acordo com a aptidão de cada um. Ingressar na Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante, a EFOMM, se inscrever no CEFAQ ou CAAQ, cursos de formação.

Não importa o curso, qualquer um vai exigir muito estudo, dedicação e treinamentos que são necessários para formar os melhores homens e mulheres do mar.

No final, quando você alcança a sua CIR, que é o documento que te habilita a trabalhar em uma embarcação ou unidade marítima, a sensação de conquista é indescritível.

Operação de descida de mangueira de offloading de um navio FPSO
Operação de descida de mangueira de offloading de um navio FPSO

Então você vai para o desafio de buscar um lugar no mercado de trabalho, e quando você consegue, quando você parte para a sua primeira jornada de singrar os mares, colocar em prática em um Navio de Cabotagem, Navio Petroleiro, embarcações de apoio offshore ou unidades como plataformas de petróleo, tudo o que você aprendeu na escola, e ter a humildade de aprender com os mais antigos, isso é sensacional.

*Profissional sendo embarcado de uma lancha de troca de turma para uma unidade de perfuração.
*Profissional sendo embarcado de uma lancha de troca de turma para uma unidade de perfuração.

Vem o desafio da adaptação, ficar distante da família, amigos, perder um pouco a vida social, se adaptar à rotina de bordo, horários para tudo, hierarquia, para que haja o respeito e disciplina para que todos possam realizar suas funções.

À bordo todos dependem uns dos outros, nos tornamos uma família.

Tudo isso é compensado com a oportunidade de conhecer novos lugares, novas culturas. O tempo no mar varia de empresa para empresa; existem as escalas 14/14, 28/28 e a 60/60.

Não importa a escala você vai se adaptar ao confinamento, às aventuras de enfrentar intempéries do mar, aprender a lidar com pessoas de vários níveis culturais e de várias nacionalidades, todos esses desafios e aventuras são compensados com o seu retorno ao lar, encontrar sua família e amigos; e, orgulhoso relatar cada aventura e aprendizado vivido.

E o mais gostoso, você sente a falta de voltar para o mar.

Infotec Brasil assinou mais um contrato com a Petrobras onde passará a ser a responsável pela execução dos serviços de gestão ambiental nas áreas de influência dos empreendimentos terrestres e marítimos da UN-RNCE

No início eu escrevi, escolher o mar como escritório, escolher a navegação como profissão, disse que é um desafio.

Finalizo dizendo que esse desafio que assumi à vinte e sete anos atrás é a escolha que eu carrego como maior orgulho na minha vida. Hoje sou um homem do mar melhor que ontem e serei amanhã um homem do mar melhor que sou hoje.

Hoje meu desafio é junto com a Infotec Brasil nesse universo marítimo, embarcando em FPSOs e SSs da Petrobras, em um grupo total de 128 pessoas que operam em 12 unidades de produção diferentes ao longo da costa brasileira.

Bons ventos à todos!

Fábio Cunha / Mestre de Cabotagem / Infotec Brasil

Saiba Mais!
Infotec Brasil assinou mais um contrato com a Petrobras onde passará a ser a responsável pela execução dos serviços de gestão ambiental nas áreas de influência dos empreendimentos terrestres e marítimos da UN-RNCE

Infotec Brasil assina mais um contrato com a Petrobras

A Infotec Brasil assinou mais um contrato com a Petrobras onde passará a ser a responsável pela execução dos serviços de gestão ambiental nas áreas de influência dos empreendimentos terrestres e marítimos da UN-RNCE.

Com uma equipe altamente especializada a Infotec Brasil gerenciará todos os processos de planejamento, manutenção e controles ambiental, tendo como principais atividades de gerenciamento de resíduos, obtenção e manutenção das licenças e condicionantes ambientais de todos os ativos na região.

Confira abaixo um pouco mais sobre a abrangência dos serviços:

OBJETO E ABRANGÊNCIA DOS SERVIÇOS

Execução dos serviços técnicos especializados na área de meio ambiente, relacionados às atividades de planejamento, manutenção e controle dos processos ambientais dos empreendimentos terrestres e marítimos da PETROBRAS, no âmbito da UO-RNCE.

Os serviços vinculados aos processos marítimos deverão ser prestados no escritório da PETROBRAS em Natal e nos 19 municípios, que atualmente compõem a área de influência dos empreendimentos marítimos da UO-RNCE.

Os serviços vinculados aos processos terrestres deverão ser prestados nos escritórios de Natal, Mossoró e Alto do Rodrigues e nos 17 municípios, que atualmente compõem a área de influência dos empreendimentos terrestres, podendo ser acrescentadas outras cidades conforme alteração promovida pelos órgãos ambientais.

PRINCIPAIS SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS

1. Gerenciamento do programa de Monitoramento de Desembarque Pesqueiro e Projeto de Espacialização da Pesca

  • Elaborar projetos de monitoramento de desembarque pesqueiro, espacialização da pesca e outros projetos vinculados à pesca.
  • Acompanhar/vistoriar no campo, as ações do Programa de Monitoramento de Desembarque Pesqueiro (PMDP), Projeto de Espacialização da Pesca (PEP) e outros projetos vinculados à pesca.
  • Apresentar o Programa de Monitoramento do Desembarque Pesqueiro (PMDP), Projeto de Espacialização da Pesca (PEP) e outros projetos vinculados à pesca, em comunidades ou outros fóruns em que seja necessário.
  • Prestar consultoria a outras gerências sobre o processo de licenciamento ambiental.
  • Participar de equipe multidisciplinar para realização de Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e Avaliação de Impacto Ambiental (AIA).
  • Acompanhar e realizar treinamentos para comunidades no âmbito dos programas e projetos da socioeconômica.

2. Gestão do Programa de Educação Ambiental (PEA)

  • Elaborar o Programa de Educação Ambiental (PEA) de acordo com as diretrizes definidas pelo IBAMA.
  • Elaborar e/ou Revisar relatórios técnicos do Programa de Educação Ambiental (PEA-Linha A), contendo gráficos, tabelas, análises sobre o andamento do Programa, visando ao pleno atendimento dos Termos de Referências e Pareceres Técnicos. Deverão ser identificados e corrigidos erros ortográficos, erros de concordância, presença de texto não compatível com a área estudada, ausência de descrição, clara, objetiva e elucidativa da metodologia de obtenção e análise de dados, desconsideração de normas para citação bibliográfica, conflito de ideias versus realidade operacional, incoerências e outros erros.
  • Acompanhar/vistoriar no campo, as ações do Programa de Educação Ambiental (PEA-Linha A), nas comunidades da área de influência dos empreendimentos da UO-RNCE.
  • Apresentar o Programa de Educação Ambiental (PEA), em comunidades ou outros fóruns em que seja necessário.
  • Prestar consultoria a outras gerências sobre o processo de licenciamento ambiental.
  • Participar de equipe multidisciplinar para realização de Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e Avaliação de Impacto Ambiental (AIA).
  • Levantar dados primários e/ou secundários relacionados à socioeconomia.
  • Acompanhar e realizar treinamentos para comunidades no âmbito dos programas e projetos da socioeconomia.

3. Gestão do Programa de Comunicação Social Regional (PCSR)

  • Elaborar o Programa de Comunicação Social Regional (PCSR) de acordo com as diretrizes definidas pelo IBAMA.
  • Elaborar e/ou Revisar relatórios técnicos do PCSR, contendo gráficos, tabelas, análises sobre o andamento do Programa, visando ao pleno atendimento dos Termos de Referências e Pareceres Técnicos. Deverão ser identificados e corrigidos erros ortográficos, erros de concordância, presença de texto não compatível com a área estudada, ausência de descrição, clara, objetiva e elucidativa da metodologia de obtenção e análise de dados, desconsideração de normas para citação bibliográfica, conflito de ideias versus realidade operacional, incoerências e outros erros.
  • Acompanhar/vistoriar no campo, as ações do PCSR, nas comunidades residentes na área de influência dos empreendimentos da UO-RNCE.
  • Apresentar o PCSR, em comunidades ou outros fóruns em que seja necessário.
  • Prestar serviços de discussão técnica em eventos relativos ao Programa de Comunicação Social Regional.
  • Participar de simulados de emergência.
  • Participar de equipe multidisciplinar para realização de Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e Avaliação de Impacto Ambiental (AIA).
  • Levantar dados primários e/ou secundários relacionados à socioeconomia.
  • Acompanhar e realizar treinamentos para comunidades no âmbito dos programas e projetos da socioeconomia.

4. Gestão do Projeto de Monitoramento Ambiental (PMA)

  • Elaborar projetos de monitoramento ambiental marítimo.
  • Revisar relatórios técnicos ambientais na área de monitoramento ambiental marítimo contendo gráficos, tabelas e análises sobre o andamento do Programa visando ao pleno atendimento dos Termos de Referências e Pareceres Técnicos. Deverão ser identificados e corrigidos erros ortográficos, de concordância e de taxonomia, presença de texto não compatível com a área estudada, ausência de descrição, clara, objetiva e elucidativa da metodologia de obtenção e análise de dados, uso efetivo de diagramas, ilustrações, figuras e mapas, desconsideração de normas para citação bibliográfica, conflito de ideias versus realidade operacional, incoerências e outros erros.
  • Elaborar relatórios e apresentações sobre o Programa de Monitoramento Ambiental Marítimo, contendo gráficos, tabelas, análises sobre o andamento do Programa, informando os percentuais de realização através de indicadores de desempenho.
  • Coordenar e acompanhar tecnicamente as atividades de campo, dos projetos de monitoramento ambiental marítimo.
  • Prestar serviços de discussão técnica em eventos relativos ao Programa de Monitoramento Ambiental Marítimo.
  • Prestar apoio quanto à elaboração de documentos para órgãos ambientais, elencando as atividades potencialmente poluidoras ou que possam causar riscos operacionais, compondo a Avaliação de Impactos Ambientais para solicitação de anuências.

5. Licenciamento Ambiental Marítimo e do Projeto de Monitoramento de Praias (PMP)

  • Coordenar a coleta e o envio de dados para elaboração de estudos ambientais.
  • Revisar relatórios técnicos e estudos ambientais referentes aos processos de licenciamento ambiental e relatórios técnicos ambientais na área de monitoramento de praias e projetos correlatos, identificando: pleno atendimento dos Termos de Referências e Pareceres Técnicos, erros ortográficos, erros de concordância, erros de taxonomia, presença de texto não compatível com a área estudada, ausência de descrição clara, objetiva e elucidativa da metodologia de obtenção e análise de dados, uso efetivo de diagramas, ilustrações, figuras e mapas, desconsideração de normas para citação bibliográfica, conflito de ideias versus realidade operacional, incoerências e outros erros.
  • Elaborar documentos necessários para o processo de licenciamento ambiental marítimo da UO-RNCE (respostas a pareceres técnicos de órgãos ambientais, requerimentos de licenças, publicações etc.). Elaborar documento para o IBAMA elencando as atividades potencialmente poluidoras ou que possam causar riscos operacionais, compondo a Avaliação de Impactos Ambientais para solicitação de anuências.
  • Alimentar o CADDOC/SIGLA e outros sistemas informatizados e planilhas de controle, quando pertinentes, bem como, fazer a gestão e acompanhamento do cumprimento das condicionantes das licenças ambientais emitidas pelo IBAMA referente aos empreendimentos marítimos da UO-RNCE.
  • Prestar consultoria a outras gerências sobre o processo de licenciamento ambiental.
  • Acompanhar/vistoriar no campo, as ações do Projeto de Monitoramento de Praias (PMP) e outros projetos vinculados.
  • Prestar serviços de discussão técnica em eventos relativos aos processos de licenciamento ambiental e ao Projeto de Monitoramento de Praias.

Infotec Brasil assinou mais um contrato com a Petrobras onde passará a ser a responsável pela execução dos serviços de gestão ambiental nas áreas de influência dos empreendimentos terrestres e marítimos da UN-RNCE

6. Gestão de Recursos Hídricos e Efluentes

  • Realizar revisão de relatórios ambientais nas áreas de recursos hídricos e efluentes, visando o pleno atendimento aos Termos de Referências, Pareceres Técnicos e outros requisitos legais relacionados aos temas em questão. Deverão ser identificados erros ortográficos, de concordância, presença de texto não compatível com a área estudada, ausência de descrição, clara, objetiva e elucidativa da metodologia de obtenção e análise de dados, desconsideração de normas para citação bibliográfica, conflito de ideias versus realidade operacional, incoerências e outros erros.
  • Executar as atividades relacionadas à obtenção, controle de condicionantes e manutenção de outorga de direito de uso de água de fontes de captação.
  • Executar as atividades relacionadas à obtenção, controle de condicionantes e manutenção de licenças de obras hídricas.
    Executar as atividades necessárias ao cadastro das fontes de captação d´água outorgadas no CNARH (Cadastro Nacional de Usuários de Recursos Hídricos).
  • Elaborar Relatório Anual de Recursos Hídricos e Efluentes (Corporativo – interno).
  • Elaborar a Declaração Anual de Uso de Recursos Hídricos (DAURH – ANA).
  • Assessorar a elaboração do Relatório Anual de Água Produzida e Declaração Anual de Carga Poluidora (IBAMA).
  • Alimentar o Sistema de Gerenciamento de Água e Efluentes (SGA) e planilhas de controle relacionadas ao gerenciamento de recursos hídricos e efluentes (volumes de água doce captados e dados/indicadores sobre efluentes).
  • Realizar cálculo, análise crítica e alimentação dos indicadores de Gestão de Recursos Hídricos e Efluentes no Sistema de Gestão por Resultados (SIGER).
  • Assessorar tecnicamente sobre processos diversos relacionados ao gerenciamento de recursos hídricos e efluentes.
  • Assessorar tecnicamente na fiscalização, e eventual realização, de: estudos de disponibilidade hídrica; de avaliação e prospecção de novas fontes de captação de água; de execução de testes de bombeamento em poços de captação de água; de serviços de manutenção de poços de monitoramento; e similares.
  • Assessorar o atendimento a auditorias internas e externas em questionamentos pertinentes ao tema de recursos hídricos e efluentes.

7. Licenciamento e Gestão Ambiental dos Empreendimentos Terrestres da UN-RNCE.

  • Serviços necessários para execução dos processos de licenciamento ambiental dos poços e instalações localizados nos campos terrestres da UO-RNCE, nas fases de implantação dos projetos, operação dos empreendimentos e desativação, bem como para o controle e atendimento das condicionantes das licenças e notificações dos órgãos ambientais. Os serviços compreendem:
  • Realizar análise ambiental prévia e análise de interferência no campo, das áreas das novas locações e novas instalações, e alimentar sistemas, bem como fazer diagnóstico quanto à cobertura vegetal das áreas.
  • Participar das etapas de planejamento do projeto (tipos de licença, documentação e tempos para licenciamento).
  • Elaborar e analisar documentos do check-list dos órgãos ambientais para protocolo dos processos de licenças e autorizações para supressão vegetal.
  • Elaborar documentação e protocolar nas prefeituras os pedidos de Declaração de conformidade de uso do solo.
    Revisar Estudos ambientais.
  • Auxiliar no Cadastro Ambiental Rural das propriedades
  • Responder Solicitações de Providência e mensagens do sistema Comunic@ do IDEMA, referentes aos processos de licenças de novos empreendimentos;
  • Diligenciar e acompanhar pelo sistema Cerberus/IDEMA e NATTUR/SEMACE a emissão das licenças dos projetos;
    Acompanhar o cronograma de perfuração dos poços, bem como acompanhar o andamento das obras das novas instalações para solicitar Licença de Operação.
  • Protocolar processos nos órgãos licenciadores, alimentar os protocolos e licenças nos sistemas, digitalizar e arquivar processo.
    Compor processos em meios físico e eletrônico.
  • Controlar os prazos e elaborar documentos para as renovações de licenças (cerca de 4 mil processos de licenciamento).
    Verificar em campo a situação operacional das instalações cujas licenças serão renovadas e realizar vistorias no campo para obtenção de informação para o licenciamento das instalações.
  • Protocolar processos no IDEMA; alimentar o sistema SCOLA e Planilhas com os protocolos e arquivar por instalação.
    Acompanhar técnicos dos órgãos ambientais nas vistorias de campo.
  • Digitalizar os processos, seus protocolos e licenças, e arquivar os processos e licenças POR POÇO.
  • Elaborar respostas a Ofícios, documentos para complementação do licenciamento, correção de licenças e atendimentos ao IDEMA (cerca de 400/ano).
  • Gerenciar o atendimento à condicionantes através de planilha e sistema de controle.
    Fiscalizar o atendimento das condicionantes das licenças em campo e elaborar documentos para protocolo no órgão ambiental.
    Gerenciar os prazos de atendimento às Solicitações de Providências, Notificações, Ofícios e mensagens do sistema Comunic@/IDEMA (cerca de 800/ano).
  • Verificar o atendimento das Solicitações, Notificações, Ofícios e mensagens do sistema Comunic@/IDEMA em campo e elaborar documentos de resposta.
  • Dar apoio nas atividades de gestão ambiental dos empreendimentos petrolíferos nas áreas operacionais, fiscalizando as atividades, orientando as equipes de campo sob o aspecto adequado de manejo de fauna, contenção de vazamentos, destinação de resíduos, remoção de vegetação, recuperação e descontaminação de áreas.
  • Realizar vistoria em campo para fiscalizar a limpeza da área e preencher ficha de campo.
  • Elaborar Plano de Desativação e Relatório de Desativação dos empreendimentos.
  • Realizar levantamentos de campo para verificar a condição da instalação antes e após a sua desativação, bem como recuperação ambiental da área.
  • Realizar levantamentos para a devolução dos campos à ANP.

8. Suporte à Gestão em Meio Ambiente

  • Gerenciar requisitos legais e associar os mesmos aos processos das gerências da UO-RNCE (SMSNET – Sistema Informatizado de Requisitos Legais, Aspectos e Impactos em Segurança, Meio Ambiente e Saúde).
  • Dar suporte às gerências da UO-RNCE na análise dos processos e suas atividades, atribuindo os Aspectos, Impactos, Perigos e Danos (AIPD), apropriando os planos e ações de bloqueio relacionadas às análises estabelecidas.
  • Realizar análise crítica das informações alimentadas pelas gerências no SMSNET.
  • Verificar revisões, declarações de treinamento e conhecimento e análise documental dos padrões do SMS.
  • Elaborar Reuniões de SMS (Gestão, Contratos, COGEST – Comitê de Gestão da UO-RNCE etc.).
  • Gerir Programa Estatístico de Audicomp (Auditoria Comportamental) e enviar para Gerências Setoriais da UO-RNCE.
  • Gerir Processo de auditorias de CONAMA 306, PAG-SMS (Programa de Gestão em Auditorias em SMS), dentre outros, no âmbito do SMS.
  • Apoiar as gerências da UO-RNCE no processo de Gestão de Anomalias (SIGA – Sistema de Gestão de Anomalias) e Não Conformidades (CPA – Controle de Plano de Ação).

9. Monitoramento de Recursos Hídricos (águas superficiais e subterrâneas)

  • Elaborar e revisar relatórios ambientais na área de monitoramento de recursos hídricos.
  • Executar o plano de monitoramento de águas subterrâneas de instalações industriais (fontes de captação de água e poços de monitoramento) localizadas na área de atuação da UO-RNCE, seguindo as diretrizes de procedimentos de gestão internos.
  • Executar o plano de inspeção da integridade de sistemas de impermeabilização de instalações industriais localizadas na área de atuação da UO-RNCE, seguindo as diretrizes de procedimentos de gestão internos.
  • Gerar no sistema interno IPL (Interface Padrão de Laboratório), ou outro sistema designado pela PETROBRAS, as solicitações de serviços para a execução de amostragens e análises laboratoriais nas fontes de captação de água, poços de monitoramento e poços/caixas de inspeção.
  • Acompanhar junto ao Laboratório de Análise de Fluidos (LABF) da UO-RNCE a execução do cronograma de amostragem e análises laboratoriais de amostras de água das fontes de captação (superficial e subterrânea).
  • Realizar análise e emissão de relatórios semestrais e anuais com avaliação e interpretação dos resultados analíticos das fontes de captação (superficial e subterrânea): controle de qualidade dos dados, temporal e legal.
  • Acompanhar junto ao Laboratório de Análise de Fluidos (LABF) da UO-RNCE a execução do cronograma de amostragem e análises laboratoriais de amostras de água dos poços de monitoramento de instalações industriais.
  • Realizar análise e emissão de relatórios trimestrais com avaliação e interpretação dos resultados analíticos dos poços/caixas de inspeção dos aterros industriais e estações de tratamento de óleo: controle de qualidade dos dados, temporal e legal.
  • Executar a medição de nível estático dos poços de captação de água e de monitoramento de aquíferos. Essa medição deverá ser realizada com medidor de nível d´água de poços, de propriedade da PETROBRAS. Poderá ser requerida a assessoria técnica para a fiscalização de serviços de medição de níveis estáticos a serem realizados por outra empresa contratada.
  • Executar a medição de parâmetros físico-químicos de amostras de água com sonda multiparamétrica, (equipamento de propriedade da PETROBRAS). Poderá ser requerida a assessoria técnica para a fiscalização de serviços de medição de parâmetros físico-químicos a serem realizados por outra empresa contratada.
  • Elaborar mapas potenciométricos para a determinação do fluxo da água subterrânea das instalações com monitoramento de águas subterrâneas.
  • Elaborar de diagramas hidroquímicos e geoquímicos para o monitoramento e controle da qualidade da água superficial e subterrânea.
    Revisar anualmente o plano de monitoramento de poços, fontes de captação de água, poços de monitoramento e poços/caixas de inspeção junto ao Laboratório de Análise de Fluidos (LABF) da UO-RNCE.
  • Atendimento de auditorias internas e externas dos questionamentos pertinentes a monitoramento de recursos hídricos (superficiais e subterrâneos).

Infotec Brasil assinou mais um contrato com a Petrobras onde passará a ser a responsável pela execução dos serviços de gestão ambiental nas áreas de influência dos empreendimentos terrestres e marítimos da UN-RNCE

10. Gestão e Fiscalização do Sistema de Gerenciamento de Resíduos (SIGRE)

  • Acompanhar as auditorias relacionadas à Gestão de Resíduos de responsabilidade do SMS e atender as ações de desdobramentos provenientes dessas Auditorias.
  • Gerir o armazenamento e destinação dos resíduos da UO-RNCE.
  • Fiscalizar e acompanhar de forma integral as atividades, obras e operação das Centrais, Unidades, Galpões, Portos e Aterros de armazenamento de resíduos da UO-RNCE (CGR-CAM, UBR, CGR-ARG, CGRR-MO, UAT-AIG, GAT-FZB, AI-CAM, ARIP-FZB, PORTO GUAMARÉ, PORTO PARACURU, ARM-MO e ARM-ARG, GALPÃO BIOPILHA, SECADOR SOLAR), localizados nas cidades de: Mossoró, Areia Branca, Alto do Rodrigues, Guamaré, Assu, no Estado do RN e Icapuí e Paracuru no Estado do CE.
  • Dar suporte à Fiscalização dos contratos pertencentes à Coordenação de Meio Ambiente – CMA, conferindo e acompanhando as medições dos contratos de gerenciamento de resíduos.
  • Administrar o Sistema de Gerenciamento de Resíduos – SIGRE da Petrobras.
  • Avaliar, cadastrar e acompanhar as licenças ambientais das empresas envolvidas no processo de gerenciamento de resíduos no SIGRE.
    Treinar, auxiliar e fornecer acesso aos operadores no sistema SIGRE.
  • Elaborar relatórios com base nas informações do SIGRE para a medição do item do contrato e em atendimento às solicitações dos órgãos ambientais.
  • Acompanhar e analisar criticamente os indicadores de resíduos da UO-RNCE.
  • Atender às solicitações do SMS, tais como: participação em comissões técnicas de resíduos, elaboração de relatórios técnicos para projetos (Front End Loading – FEL, descomissionamentos, novos projetos de poços) e outras demandas técnicas relacionadas ao gerenciamento de resíduos.
  • Acompanhar as solicitações do IDEMA (atendimento e providências de respostas aos requisitos dos licenciamentos ambientais e elaboração de relatórios).
  • Realizar edições e revisões dos padrões pertencentes à Coordenação de Meio Ambiente do SMS relacionados à gestão de resíduos.
    Fiscalizar e acompanhar as demandas em atendimento ao SMS relacionados à gestão de resíduos no Ativo de Produção do Alto do Rodrigues – ATP-ARG, Ativo de Produção de Mossoró – ATP-MO, Campo de Fazenda Belém – FZB, Ativo Industrial de Guamaré – AIG, Porto de Guamaré, Porto de Paracuru e Plataformas do Mar do RN e CE.
  • Aplicar checklist de operação nas Centrais, Unidades, Galpões, Portos e Aterros de armazenamento de resíduos da UO-RNCE.
  • Aplicar checklist veicular nas empresas responsáveis pelo transporte de resíduos na UO-RNCE.
  • Emitir Manifesto de Transporte de Resíduos no SIGRE em caso de movimentação e destinação de resíduo.
  • Receber as Fichas de Controle de Disposição de Resíduos – FCDR no SIGRE emitidas pelos geradores dos resíduos da UO-RNCE.
  • Operar e controlar as pesagens realizadas na balança rodoviária de Canto do Amaro – CAM.

11. Gestão e Monitoramento de Emissões Atmosféricas

  • Avaliar criticamente os relatórios emitidos por empresa executora da monitoração de emissões atmosféricas para o processo de fiscalização de contrato;
  • Apoiar na elaboração de novos contratos com abrangência para área de emissões atmosféricas;
  • Avaliar a aderência financeira do contrato de monitoração de emissões atmosféricas;
  • Gerir mensalmente a alimentação de dados de consumo e movimentação de produtos de fontes emissoras no Sistema de Gerenciamento de Emissões Atmosféricas – SIGEA.
  • Participar como responsável pelo SIGEA na obtenção de certificado de verificação externa do inventário corporativo;
  • Participar como responsável no atendimento às auditorias CONAMA, IBAMA, IDEMA, SEMACE e corporativa.
  • Emitir parecer na área de emissões atmosféricas para desinvestimento/ descomissionamento de operações da UO-RNCE (terrestres e marítimas), apoiando tecnicamente as reuniões de Lista Front End Loading – FEL.
  • Participar como representante nas reuniões do Comitê de Emissões Atmosféricas do E&P.
  • Atender as ações de desdobramentos provenientes das reuniões do Comitê de Emissões Atmosféricas do E&P.

A Infotec Brasil oferece soluções de gerenciamento de serviços que asseguram a entrega de resultados de qualidade e que visam reduzir tempo e custos de operações, aumentar sua eficácia e colaborar para a alta performance da gestão corporativa.

A empresa possui vasta experiência nos segmentos de Óleo e Gás, Energia e Mineração. Para mais informações entre em contato com um de seus consultores.

Saiba Mais!