intralogística

Qual a sua importância da intralogística para os negócios

Entenda o papel da Intralogística nas empresas e quais estratégias o setor de O&G deve levar em consideração em suas gestões.

intralogística

As operações logísticas não se limitam ao transporte e embarque de materiais e produtos em seus destinos finais. Pelo contrário, etapas antecessoras a essas, mais especificamente na intralogística, também conhecida como logística interna, são de igual importância para qualquer negócio e requerem planejamento, estratégias e base tecnológica para seu funcionamento.

Na prática, a Intralogística tem papel fundamental em todos os processos internos de um armazém, desde a chegada dos insumos às docas, passando pelo endereçamento correto, estocagem adequada, picking, até finalmente seu carregamento para a entrega ao destino final – seja ele qual for.

Para ajudar a entender melhor o papel prático da Intralogística nas empresas, principalmente de Óleo e Gás, com seus principais desafios, preparamos um artigo com dicas e informações úteis sobre o assunto.

Vamos conferir? 

Afinal, o que é Intralogística e suas funções nas empresas? 

A logística inbound, ou Intralogística, abrange todas as etapas e processos internos de uma gestão de armazenagem de ponta a ponta, desde o recebimento de insumos, movimentação e estocagem, até finalmente seu embarque e expedição.

Entre a complexidade dessa enorme cadeia, há fatores imprescindíveis a serem levados em consideração, como custos de armazenagem, movimentação interna, espaço físico disponível, métodos de estocagem, riscos inerentes, tecnologias, maquinários, entre outros.

Uma intralogística eficiente tende a agregar diferentes benefícios e vantagens práticas às operações internas de uma empresa. Alguns deles são:

  • confiabilidade e precisão no controle e gestão do armazém;
  • maior eficiência operacional;
  • melhor integração entre processos internos, do recebimento dos produtos até sua expedição;
  • redução de custos;
  • agilidade na movimentação de itens dentro do armazém;
  • melhor mapeamento de processos;
  • redução de riscos e perdas;
  • satisfação e melhores experiências junto ao cliente.

Quais os principais gargalos da Intralogística nas empresas? 

Hoje já existem soluções dedicadas à gestão da Intralogística nas empresas, como os sistemas WMS (Warehouse Management System), métodos de armazenagem, estruturas inteligentes de estocagem, IA, entre outros.

Aliado ao fator tecnológico, o planejamento estratégico realizado pela equipe é determinante no sucesso da operação de intralogística de uma empresa. A baixa performance em um desses pilares ocasiona o que chamamos de gargalos de intralogística, ou seja, dificuldades que impedem a boa fluidez dos materiais dentro do armazém ou estoque, aumentando os custos operacionais e os riscos legais e fiscais para as empresas.

Os principais gargalos: 

  1. Falta de controle e de confiabilidade no inventário / estoque

A falta de controle é um dos principais gargalos dentro da Intralogística nas empresas, refletindo diretamente na eficiência da operação. Afinal, como realizar a devida movimentação de um produto se não temos todas as informações sobre ele? O registro correto e atualizado dos materiais auxilia nesse processo, diminuindo a probabilidade do produto se perder no estoque ou ter seu prazo de validade vencido, por exemplo.

  1. Compliance

Outro ponto bastante relevante para ser discutido é o compliance nas empresas, quando relacionado a intralogística, onde várias organizações acabam ficando irregulares por não estar em conformidade com leis e regulamentos.

Ter uma área de compliance na área de intralogística traz diversos benefícios, tais como:

  • Ganho de vantagem competitiva em relação à concorrência;
  • Atração de investidores e investimentos;
  • Identificação de riscos e prevenção de problemas;
  • Ganho de credibilidade;
  • Melhoria da eficiência e qualidade dos serviços/produtos;
  • Aumento da governança;
  • Consolidação de uma cultura organizacional;
  • Sustentabilidade;
  • Correção efetiva de não-conformidades

Algumas dicas para uma gestão bem alinhada:

1) Faça uso de sistemas de informação que suportem monitoramentos das atividades da empresa e que se adequem aos processos de compliance;

 

2) Implemente um gerenciamento de contratos de serviços e materiais que se alinhe aos níveis de compliance estabelecidos pela empresa;

 

3) Fortaleça rotinas de inspeção e fiscalização de atividades, incluindo as que não costumam ter certificações;

 

4) Utilize um sistema de normatização e padronização da empresa ou negócio sempre ativo e atualizado;

 

5) Estabeleça processos de auditoria interna com foco nos requisitos para se atingir o compliance;

 

6) Utilize sistemas de controle com graus de profundidade adequados;

 

7) Utilize uma comunicação estruturada sobre os instrumentos normativos da empresa.

E como otimizar a gestão da Intralogística com eficiência? 

O fato é que não há uma receita pronta para uma gestão perfeita na Intralogística, com diversos fatores que precisam ser levados em consideração ao longo do planejamento estratégico do negócio, desde análises mais apuradas das operações, até a implementação de novos modelos de gestão.

Para isso, a terceirização da Intralogística com assessorias especializadas e focadas nas necessidades do setor se torna a alternativa estratégica mais inteligente e eficiente nos dias atuais. 

Em resumo, um BPO específico focado em soluções de Intralogística tende a agregar valores e estratégias essenciais ao negócio, desde a avaliação à implementação de métodos, processos e ferramentas adequadas à realidade e necessidade da empresa.

A importância de uma Intralogística eficiente não se resume unicamente à otimização de etapas e processos internos de seu Supply Chain. Mas também visa torná-los mais estratégicos, seguros, menos custosos e, por fim, com resultados satisfatórios para a sua empresa e suas operações. 

Gostou das dicas? Então, aproveite para compartilhar o artigo  em suas redes sociais e amplifique essas ideias em seu círculo de profissionais e empresas. Até a próxima!

Saiba Mais!
iluminação pública

Recenseamento de Iluminação Pública: traga ganhos financeiros para concessionárias.

Ao recensear a iluminação pública das suas regiões, as distribuidoras de energia podem operar de forma mais eficiente, mapeando e controlando os ativos da rede, antecipando problemas e reduzindo riscos operacionais, estratégicos e judiciais em suas operações.

iluminação pública

 

Os postes, fios e transformadores espalhados pelas cidades brasileiras distribuem a energia necessária para mover o país, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Eles existem aos milhões, nas grandes e pequenas cidades e, em sua maioria, são de responsabilidade das distribuidoras de energia de cada região. Como estão expostos a todos os tipos de avarias, como o desgaste de uso, o clima local e também o mau uso no compartilhamento deles pelas empresas de telecomunicação, geralmente sobrecarregando-os, esses ativos tão importantes acabam sendo danificados, causando diversos problemas, inclusive judiciais, para as concessionárias de energia elétrica. 

Para mapear, inspecionar, cadastrar e fiscalizar esses ativos, o recenseamento de iluminação pública é a ferramenta mais adequada. Porém, por ser um processo que envolve diversos segmentos, é necessário planejá-lo e realizá-lo de maneira estratégica. 

Se você deseja saber mais sobre o processo de fiscalização e censo das redes de iluminação pública para garantir a eficiência do serviço prestado, acompanhe a leitura!

Como é feito o recenseamento e a fiscalização das redes de iluminação pública? 

Todo o processo de fiscalização e censo das redes públicas deve começar na avaliação do cliente, através da técnica de assessment. Desse modo, através de uma equipe especializada e visitas onsite (no local ou unidade), é possível realizar o mapeamento completo da rede.

Na Infotec Brasil, nosso modelo de gestão e implementação de projetos executa o Recenseamento de iluminação pública da seguinte forma:

Toda a atividade feita de forma especializada inclui as seguintes etapas: 

  1. Planejamento
  2. Inspeção da rede
  3. Cadastro e georreferenciamento
  4. Emissão de dados em tempo real
  5. Uso de sistema integrado e personalizado

Esse trabalho inclui uma avaliação do nível de impacto decorrente de condições topográficas, geográficas, urbanas e sociais. Assim, é possível que a concessionária identifique oportunidades como: 

  • Formas de otimizar as operações através de novas tecnologias;
  • Diminuir das ocorrências de retrabalho;
  • Digitalização dos dados;
  • Realizar inventário para manutenção preventiva, corretiva, autorização de pagamento, verificação e registro do cumprimento das normas técnicas vigentes;
  • Elaborar relatórios de Inteligência.

É importante lembrar que, tanto os KPIs críticos da concessionária quanto os próprios KPIs da prestadora de serviços, no caso, a Infotec Brasil, são utilizados para avaliar a efetividade dos processos. No nosso Sistema de Gestão Integrada, realizamos o acompanhamento do Acordo de Níveis de Serviço (SLA) definido na contratação, que poderá ser visualizado através do Sistema INTEGRA – nosso sistema de gestão.

O SLA estará disponível online para análise do cliente, que poderá acessá-lo por meio de login e senha destinados aos profissionais responsáveis.

Quais tecnologias são aliadas do Recenseamento? 

Para prestar um serviço de qualidade, com agilidade e máxima otimização e automação, o uso de tecnologias de mapeamento, transmissão e gestão de dados e de pessoas é essencial. Aqui na Infotec Brasil, nosso Ecossistema de Inovação INFOLAB 8087 desenvolve parcerias para montar o melhor composto tecnológico para o cliente. Para o recenseamento de iluminação pública, por exemplo, utilizamos algumas tecnologias como: 

GlobalCAD 

Um recurso essencial de tecnologia é o GlobalCAD, um software próprio que registra e reúne todas as informações das atividades, integrando a um banco de dados com georreferenciamento dos ativos de energia.

Drones 

Todo o registro fotográfico é feito com o uso de drones com câmeras HD (alta definição). Este recurso é indispensável para aumentar a produtividade e para reduzir os riscos de acidentes na operação.

Sistemas de controle de produção 

O sistema INTEGRA atua com foco na automatização de processos para simplificar o gerenciamento de desempenho operacional.

Quais os benefícios efetivos do recenseamento de iluminação pública?

O recenseamento de iluminação pública viabiliza  a melhor solução para operação do parque de iluminação pública, e, consequentemente, otimiza e aperfeiçoando o nível de faturamento ao permitir o controle total dos ativos compartilhados. Como ganhos financeiros, ao garantir o cadastro atualizado do parque de equipamentos de iluminação pública, é possível realizar a cobrança adequada pelo fornecimento de energia aos mesmos, eliminando perdas de faturamento com equipamentos de iluminação pública não mapeados ou incorretamente cadastrados.

Saiba Mais!

Infotec Brasil assina mais um contrato com a Transpetro

A Infotec Brasil assinou mais um contrato com a empresa Petrobras, em que passará a ser responsável pelos serviços de operações de armazenagem, transferência de materiais e diligenciamento dos pedidos de compra da Transpetro. O serviço inclui ainda gestão dos riscos e segurança operacional da atividade.

Com uma equipe qualificada e competente, a Infotec Brasil atuará em mais um contrato de operação de armazéns, realizando operações logísticas de armazenamento e movimentação de materiais, disponibilizando equipamentos e recursos humanos. Neste contrato a Infotec atuará em diversas partes do país, em todas regiões geográficas desde Santa Catarina até Manaus, contando com mais de 30 colaboradores neste projeto. Este contrato tem a modalidade de entregas por SLA, as entregas são realizadas através do nível de serviços acordado e entregue. Adicionalmente, o pagamento é feito pela eficiência e qualidade das entregas. Conheça as principais entregas deste contrato:

Parceria Infotec Brasil e Transpetro
Fonte: Freepik.

PRINCIPAIS SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS COM A TRANSPETRO

1. Execução das Operações e Atividades de Depósito
• Organização, manutenção e gestão dos espaços de armazenagem;
• Apoio no controle da integridade estrutural dos depósitos;
• Gestão física e contábil do estoque e materiais nos depósitos;
• Averiguação física da qualidade e integridade dos materiais;
• Preparação e processo de expedição e entrada de materiais;
• Inventários periódicos;
• Serviços de fiscalização;

2. Apoio a Gestão da Logística de Materiais
• Apoio na gestão das operações, dos processos de armazenagem e transferência de materiais;
• Recebimento contábil dos materiais importados e nacionais;
Diligenciamento contábil e de transferência de materiais;
• Controle dos materiais;

3. Apoio a gestão de riscos e segurança operacional
• Apoio no atendimento à legislação, normas, procedimentos e requisitos aplicáveis a armazenagem e transferência de materiais;
• Apoio na destinação dos resíduos gerados;
• Apoio na gestão de auditorias e inspeções internas;
• Apoio na identificação e tratamento de não conformidade;
• Apoio nos diálogos de segurança, avaliação dos riscos e da segurança no planejamento dos serviços necessários às operações.

4. Apoio a Gestão das Demandas Administrativas e Contratuais
• Diligenciamento dos processos de contratação e planos de ação;
• Apoio na fiscalização de contratos, incluindo os de transporte e movimentação de cargas;
• Acompanhamento de projetos, ações estratégicas, desempenho operacional e financeiro;
• Emissão de Requisição de compras;
• Controle documental e de prazos.

5. Diligenciamento de pedidos de compra de materiais e serviços associados
• Verificação da qualidade e consistência dos pedidos de compra;
• Apoio a gestão de pedidos de compra de materiais e serviços;
• Apoio no encerramento ou cancelamento pedidos de compras;
• Contato com fornecedores a fim de garantir e acompanhar entrega do material dos pedidos de compras.

6. Acompanhamento de Compras para Estoque
• Garantir que o material solicitado chegue ao armazém com a devida documentação e liberação;
• Monitoramento das compras de estoque por meio de ferramenta eletrônica da Infotec Brasil;
• Atuar no suporte com as áreas de interface no acompanhamento de compras para estoque;

7. Aplicação de multas
• Realizar processo de aplicação de sanções e multas, com todas as ações pertinentes;
• Receber e verificar solicitações de multas, emitir relatório e atuar no suporte as áreas de interface.

8. Emissão de Relatórios
• Os serviços de emissão de relatórios, inclusive de status de pedidos, indicadores e processos de aquisição, considerando a apresentação de gráficos, cálculos ou índices de desempenho relacionados aos processos de aquisição;

Este é mais um dos contratos em que a Infotec Brasil evidencia a capacidade de prestar serviços na modalidade BPO (business process outsourcing) na área de Supply Chain Management, com entregas diretamente relacionadas a qualidade e prazo de entrega, promovendo eficiência, custos mais competitivos, em compliance regulatório.

Saiba Mais!
Academia Infotec Brasil: Alicia Lana Martins da Silva

Academia Infotec Brasil: Alicia Iana Martins da Silva

A área logística está sendo cada vez mais reconhecida como um segmento estratégico no mercado, não só pelo seu foco na entrega, mas também pela metodologia usada na execução das atividades de forma cada vez mais inovadora. Assim, é ainda mais relevante termos um olhar mais atento ao capital que proporciona os maiores resultados deste segmento, o capital intelectual.

Academia Infotec Brasil: Alicia Lana Martins da Silva
Fonte: Freepik

Existem 2 tipos básicos de conhecimento, o tácito e o explicito, o primeiro trata do conhecimento adquirido pelas experiências de cada profissional, relacionada a sua visão e prática, é o “saber fazer”; o segundo é o conhecimento declarado de forma clara e formal, é o conhecimento que é compartilhado para toda a empresa como metodologia de trabalho. Tornar o conhecimento individual em coletivo traz benefícios tanto com o controle dos processos, conhecimentos das funções, menos limitações na adaptação de um profissional a uma nova função, seja por uma admissão ou uma promoção, maior eficiência na execução, entre outros.

Essa troca, proporcionada pela Gestão do Conhecimento, permite trazer, não só um melhor aproveitamento da experiência individual, como também traz a tona a criatividade das pessoas envolvidas no processo. Entendo que a gestão do conhecimento surge como uma inovação no setor de logística no momento em que a empresa cria mecanismos e oportunidades para que o conhecimento se unifique e evolua do conhecimento tático para o explicito, gerando assim, não só novas formas de execução, mas tornando “cases de sucesso”, padrões a serem seguidos.

Academia Infotec Brasil: Alicia Iana Martins da Silva
Academia Infotec Brasil: Alicia Iana Martins da Silva
Saiba Mais!
Academia Infotec Brasil: Marcio Diniz de Azevedo

Academia Infotec Brasil: Marcio Diniz de Azevedo

Uma grande inovação que representou um enorme passo para a logística mundial foi o desenvolvimento do GPS. O sistema de posicionamento global foi desenvolvido pelos Estados Unidos nos anos 70 após testes com o objetivo de garantir a entrega de armas e oferecer um sistema único e inovador.

Academia Infotec Brasil: Marcio Diniz de Azevedo
Fonte: Freepik.

Em seu início, era de uso exclusivo militar. Um de seus usos era monitorar explosões nucleares. Hoje é difícil imaginarmos a vida sem o GPS. Na logística, especialmente, é impossível.

Seus dados são usados para localização de cargas, equipamentos, caminhões e ate mesmo para estudos sobre comportamento do consumidor. Podemos dizer que O GPS mudou para sempre a história da logística.

Academia Infotec Brasil: Marcio Diniz de Azevedo
Academia Infotec Brasil: Marcio Diniz de Azevedo
Saiba Mais!