My Recognition: usando a plataforma de gamificação no combate ao COVID-19

A Infotec está utilizando a o My Recognition, sua plataforma de gamificação no combate ao covid-19. Com desafios que estimulam seus colaboradores a interagirem com conteúdos para prevenção da contaminação, campanhas de conscientização e dicas de saúde, a Infotec tem expandido sua capacidade de comunicação com seus colaboradores.

Interface My Recognition
Interface My Recognition

Em sua mais nova iniciativa, um desafio diário foi lançado para viabilizar o monitoramento de saúde dos colaboradores. Com perguntas simples os funcionários reportam se apresentam algum dos sintomas do Covid-19, caso algum sintoma seja apresentado a equipe de saúde da Infotec inicia um acompanhamento com o colaborador, orientando os procedimentos adequados para cada situação.

Com esta ferramenta disponível para todos os colaboradores, a Infotec espera enfrentar este período de pandemia da melhor forma possível, mantendo a proximidade com os colaboradores com tecnologia, inovação e acolhimento.

O My Recognition é uma plataforma corporativa que utiliza métodos de Gamificação para reconhecer e recompensar à equipe de acordo com a evolução do profissional.

O objetivo do My Recognition é ser um canal de comunicação mais próximo e funcional com os Colaboradores da Infotec Brasil.

Com o aplicativo My Recognition você poderá:

    • Conferir sua pontuação na plataforma
    • Verificar o seu rendimento
    • Ver sua lista de desafios
    • Responder desafios pendentes

O aplicativo My Recognition foi pensado para ser eficiente e intuitivo.

Saiba Mais!

Supply Chain Management

A Infotec Brasil executa o Supply Chain Management cobrindo todas as atividades e processos estratégicos e operacionais em Compras, Homologação e Desenvolvimento de Fornecedores, Logística e Transportes.

Nossa solução cobre toda gestão e aquisição de materiais e serviços em ambientes on & offshore com implementação de metodologia e tecnologia para otimização de custos, espaço e performance.

Supply Chain Management
Fonte: Freepik.

Dentro das tarefas realizadas pelo SCM Infotec Brasil estão:

  • Gestão Estratégica de Compras
  • Desenvolvimento e Homologação de Fornecedores
  • Gestão de Almoxarifado On & Offshore
  • Movimentação de Materiais e Estoque
  • Gestão de Estoque e Inventário 

A estratégia de BPO é de terceirização de processos completos, ou seja, uma área inteira da sua empresa se torna um HUB gerenciado por uma empresa externa, que lhe responde inteiramente por aquela unidade como se fosse uma extensão da sua corporação.

A prática traz melhores resultados, gera savings, melhora e performance, diminui disputas trabalhistas e permite à contratante focar no drive do negócio, nas atividades dentro do seu core-business.

Veja abaixo exemplo de um mini-case que cobre um apanhando das melhores práticas e indicadores dos nossos atuais contratos BPO na área de Logística, dentro da unidade de SCM:

Full Scope of Work:

Em nossos contratos de BPO (Business Proccess Outsourcing) onde somos responsáveis por todo escopo do departamento em Recebimento, Separação, Conferência, Armazenamento, Registro, Contagem & Inventário, Seleção e Expedição de peças, materiais, equipamentos, EPIs, químicos, etc. geramos um aumento de produtividade e saving de 20%; 

Performance Tracking:

Dentro do contrato possuímos KPIs específicos de tempo de inventário, registro, saída e contagem de número de movimentos realizados; 

Sem dor de cabeça:

Podemos ser responsáveis tanto pelo fornecimento quanto pela manutenção das empilhadeiras utilizadas na gestão e movimentação dos materiais, o que gera total controle na entrega do resultado por parte da contratante. 

+ Tecnologia:

Também aplicamos tecnologia para realizar toda gestão como Warehouse Management System, Telemetria de Máquinas e Realização de Inventário através de Google Glass*; 

Expertise:

Nossa Unidade de Negócios de Supply Chain Management possui, atualmente, 13 contratos ativos entre empresas de E&P e multinacional de O&G.

*Garantindo sequência completa do procedimento, report imediato com fotos, verificação em duas etapas com leitura de QRCode e visualização por funcionário, além de otimização de tempo e saving com os inventários em até 50% garantindo minimização de perdas por sumiço ou avaria em equipamentos;

Saiba Mais!

Procura se desenvolver na carreira marítima?

Quem escolhe a carreira marítima faz uma opção difícil. É preciso se afastar da família por longos períodos, abrir mão de um convívio social mais frequente, e enfrentar jornadas de trabalho mais pesadas que a maioria das profissões. Apesar de todas as dificuldades, se você tiver o perfil adequado e persistir na carreira, é possível atingir a tão sonhada realização profissional.

Procura se desenvolver na carreira marítima?

Após 38 anos dedicados à Marinha Mercante, ainda não posso dizer que já consegui tudo que planejei na carreira. Já tive muitas experiências, tanto a bordo como em terra, mas as operações marítimas são tão diversas que ainda há muitas atividades que gostaria de desenvolver. Tripular uma plataforma de petróleo, por exemplo, é algo que só iniciei há cerca de 8 anos.

Optei por iniciar este novo ciclo no setor de petróleo ao perceber que havia uma demanda por Oficiais experientes para operar as novas embarcações do tipo FPSO, que são navios especiais que produzem, armazenam e descarregam o óleo para navios aliviadores. Sem o conhecimento e a experiência dos marítimos, este modelo de plataforma seria simplesmente inviável.

Embora as embarcações FPSO sejam como terminais oceânicos que não requerem navegação, os Oficiais de Náutica, apoiados por Mestres de Cabotagem e Marinheiros, são responsáveis pelo plano de carga e descarga do óleo, controle dinâmico da estabilidade, disposição de resíduos oleosos, tráfego e manobra com navios, segurança, salvamento, salvatagem e marinharia.

Mas a indústria de óleo e gás oferece ainda muitas oportunidades em outros tipos de embarcação, desde os petroleiros que recebem o óleo das FPSOs até os barcos especializados que apoiam as plataformas com operações de reboque, manuseio de âncora, mergulho, suprimentos etc.

É um mercado enorme com amplas possibilidades de negócio e trabalho.

Saiba Mais!

UTE Tambaqui: Serviços Técnicos de Suporte à Manutenção e Operação

A INFOTEC BRASIL assinou mais um contrato com a Petrobras onde passará a ser a responsável pela execução dos serviços técnicos de suporte à manutenção (elétrica, mecânica, instrumentação/eletrônico e inspeção) e à operação das instalações da BREITENER TAMBAQUI – Manaus / Amazonas.

Por meio da Unidade de Negócios de ENGENHARIA, o time da Infotec Brasil, com seus colaboradores altamente capacitados, ficará responsável pela consolidação da programação dos serviços buscando atender aos planos de manutenção, operação e melhorias da UTE TAMBAQUI. Atualmente a Infotec Brasil possui mais de 400 colaboradores atuando em projetos de ENGENHARIA, através dos seguintes serviços: Manutenção e Inspeção Elétrica/Mecânica, Owner´s Engineering, Inspeção, Montagem e Manutenção de Equipamentos.

UTE Tambaqui. (Reprodução: Site Petrobras)

Este é mais um contrato que reforça a capacidade da INFOTEC BRASIL em atender as diferentes demandas de seus clientes em todo o território brasileiro. Através da sua experiência adquirida em seus 35 anos a Infotec Brasil é capaz de oferecer serviços de forma segura, eficiente, com excelência, buscando sempre a otimização de custos de operação dos seus clientes.

A UTE TAMBAQUI foi criada em dezembro de 2001 com vistas à produção e comercialização de energia elétrica em atendimento ao contrato de suprimento de energia elétrica firmado com a Comercializadora Brasileira de Energia Emergencial – CBEE, no período de janeiro de 2002 a dezembro de 2004, para suprimento do Sistema Interligado Nacional – SIN, na modalidade de potência contratada e energia fornecida.

Em dezembro de 2004, a Breitener Energética participou de licitação promovida pela Manaus Energia S.A., atualmente denominada Eletrobras Amazonas Energia S.A. – AmE, tendo duas propostas vencedoras, cada qual para uma usina de 60 MW de potência. Como consequência, foi firmado, em 2005, o Contrato de Suprimento de Energia, na modalidade de potência contratada e energia fornecida com 20 (vinte) anos de duração.

A Usina Tambaqui tem potência instalada de 156 MW e presta importante contribuição para a geração de energia elétrica para a cidade de Manaus e o país, a partir da interligação desta com o SIN.

UTE Tambaqui. (Reprodução: Site Petrobras)

Descrição Geral das Atividades – Manutenção:

Serviços de Programação

Programar, criar, garantir e coordenar a execução de serviços atividades de manutenção em conjunto com equipe de Planejamento BREITENER. Avaliar os indicadores de desempenho e propor ação para ajustes, se necessário, e propor alterações nos planos de manutenção da UTE conforme histórico de execução. Realizar a reprogramação de atividades conforme andamento parcial de forma a minimizar impactos na programação.

Serviços Elétricos

  1. Manutenções corretivas e preventivas de motores elétricos e em transdutores;
  2. Montagem de equipamentos elétricos (painéis, motores, inversores, retificadores);
  3. Instalação de infraestrutura para circuitos elétricos;
  4. Manutenção elétrica de painéis de acionamento de motores e distribuição de energia;
  5. Manutenção elétrica de equipamentos da subestação de alta tensão (disjuntores, seccionadoras, TPs, TCs);
  6. Manutenção de geradores elétricos de grande porte;
  7. Manutenções corretivas e preventivas de gavetas de acionamento de motores, relés de proteção e seus acessórios;
  8. Montagem e manutenção de circuitos e comandos elétricos;
  9. Manutenção em sistemas elétricos de proteção e controle de excitação em geradores elétricos;
  10. Manutenção básica em placas e circuitos eletrônicos auxiliares;
  11. Manutenção e instalação de infraestrutura de iluminação em área industrial e predial;
  12. Identificar e separar materiais e ferramentas para a realização dos serviços de manutenção aqui descritos;
  13. Preencher análises de riscos, notas e ordens de manutenção com os dados necessários para seu encerramento;
  14. Confirmar a execução de ordens de manutenção no sistema SAP módulo PM;

Serviços de Caldeiraria

  1. Corte, dobra e reparo de tubulações metálicas e não metálicas;
  2. Instalação, manutenção corretiva e preventiva em isolamentos térmicos de tubulações de vapor;
  3. Montagem de tubulações metálicas e sua suportação;
  4. Fabricação de suportes e acessórios para auxílios na manutenção de equipamentos;
  5. Apoio de serviços de caldeiraria na manutenção e instalação de equipamentos mecânicos;
  6. Transporte manual de ferramentas e acessórios para realização de serviços mecânicos de caldeiraria;
  7. Fabricação de suportes e acessórios para auxílios na manutenção de equipamentos;
  8. Apoio de serviços de caldeiraria na manutenção e instalação de equipamentos mecânicos;
  9. Identificar e separar materiais e ferramentas para a realização dos serviços de caldeiraria aqui descritos;
  10. Preencher análise de riscos, notas e ordens de manutenção com os dados necessários para seu encerramento;

Serviços de Instrumentação

  1. Realizar manutenção preventiva, preditiva e corretiva na instrumentação de equipamentos e sistemas;
  2. Reparar e recuperar instrumentos, dispositivos, instalações e circuitos eletroeletrônicos, pneumáticos, hidráulicos, etc.;
  3. Executar os ajustes necessários no sistema informatizado de monitoramento de parâmetros operacionais;
  4. Calibrar instrumentos eletrônicos, pneumáticos e hidráulicos, tais como: manômetros, células de carga, sensores, indicadores, totalizadores e registradores, instrumentos em geral;
  5. Interpretar desenhos técnicos, fluxogramas e diagramas de circuitos. Consultar documentação técnica original dos equipamentos;
  6. Diagnosticar e dar soluções em problemas apresentados no sistema de instrumentação;
  7. Fazer o levantamento de materiais necessários à realização de instalação de novos equipamentos;

Serviços de Inspeção

  1. Serviços de planejamento de inspeção, inspeção e elaboração de relatórios de inspeção de, mas não se limitando à: equipamentos, sistemas, ferramentas, instalações, voltadas para a manutenção preditiva dos dispositivos;
  2. Os serviços de inspeção de equipamentos compreendem a execução de inspeção de tubulações, vasos, equipamentos, acessórios e estruturas avaliando suas condições físicas através de exames visuais, sensitivos, não destrutivos, mecânicos e testes de pressão, conforme o tipo do equipamento e a finalidade específica da inspeção estabelecida pela CONTRATANTE.
  3. Os serviços de inspeção de equipamento incluem a elaboração de relatórios de inspeção, contendo os requisitos exigidos pelas normas vigentes, registrando as condições físicas encontradas, os reparos executados e a executar, os exames e testes realizados conforme terminologia e padrões estabelecidos pela CONTRATANTE

Descrição Geral das Atividades – Apoio a Operação:

Usina GE:

  1. Abastecimento de água de HT/LT;
  2. Substituição de óleo e filtro lubrificante do cárter do motor;
  3. Abastecimento de óleo lubrificante do cárter do motor;
  4. Substituição do óleo do gear box;
  5. Abastecimento de óleo do gear box;
  6. Substituição de filtro de ar de admissão e limpeza do compartimento dos filtros;
  7. Substituição de filtros do trem de gás;
  8. Substituição de filtro blowby;
  9. Drenar água de HT e LT para realização de intervenções;
  10. Limpeza nas colmeias dos radiadores;
  11. Limpeza das unidades geradoras.

Usina MAN:

  1. Substituição do filtro de óleo lubrificante;
  2. Substituição dos filtros duplex de óleo combustível;
  3. Limpeza das colmeias do radiador;
  4. Substituição dos filtros de ar de carga;
  5. Limpeza dos filtros de back flushing do sistema de óleo lubrificante;
  6. Limpeza dos filtros dos geradores;
  7. Substituição do filtro do sistema de diesel piloto.

Geral

  1. Organização e limpeza de skids de unidades geradoras e sistemas auxiliares (Gear Box, Gerador, trafos auxiliares e painéis, separadoras de óleo combustível e óleo lubrificante, boosters de combustível, compressores de ar, sistemas de geração de vapor e contenções de óleo combustível e lubrificantes);
  2. Conservação e limpeza de telas e tubulações de sistemas de arrefecimento e de ventilação nas salas de maquinas (trabalho em altura).
Saiba Mais!

A formação, profissão e o dia a dia de um Oficial de Náutica

Formação

A formação de oficiais de náutica pode ser alcançada através de três maneiras no Brasil: a primeira, também tida como a melhor, é a formação através da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (EFOMM). A segunda é através do curso de adaptação de segundo oficial de náutica (ASON) e a terceira é através do curso especial de acesso a segundo oficial de náutica (ACON).

A EFOMM tem seu período acadêmico e regras regidos pela Marinha do Brasil, sendo assim a formação é militar e todos os alunos também são. É importante frisar que para a entrada no curso EFOMM deve ser realizada uma prova que acontece uma vez por ano e envolve conhecimentos de nível médio para avançado sobre matemática, física, português, inglês e redação. O concurso é concorrido e o número de vagas limitado existindo apenas dois centros no Brasil que ministram o curso EFOMM, o CIAGA (Centro de Instrução Almirante Graça Aranha) localizado na Avenida Brasil, Rio de Janeiro e o CIABA (Centro de Instrução Almirante Brás Aguiar) em Belém.

A formação, profissão e o dia a dia de um Oficial de Náutica

Após a aprovação os alunos são colocados em um período de quarentena onde serão habituados com a rotina militar e as regras da escola. Este período é de total isolamento com celulares e visitas sendo autorizados somente após a conclusão dele. Terminada a quarentena inicia-se o período acadêmico de três anos onde os estudantes são versados nas artes náuticas e nas leis e normas que regem o mar. Após o formação acadêmica começa o período de estagio embarcado, conhecido por “praticagem”. Este período tem duração de um ano de mar, ou seja, deve-se concluir um ano a bordo de alguma embarcação da área offshore ou a bordo de navios de longo curso ou cabotagem.

O fim da praticagem representa o término da formação de um oficial mercante independente do curso que este cursou. A documentação é retirada e com ela vem o certificado de competência (CoC) e também o diploma em bacharel em ciências náuticas, agora os recém-formados oficiais estão aptos a exercer sua função a bordo.

A profissão

Trabalhar na marinha mercante brasileira como oficial de náutica implica numa vida com muitos deveres e dificuldades. A responsabilidade a bordo para um oficial de náutica é enorme independente do tipo de embarcação. Poluição marítima, navegação, segurança, salvatagem e documentação em dia são algumas delas. Além disso a vida no mar os priva de momentos com a família, perda de datas importantes e muitas vezes a construção de relacionamentos saudáveis. Contudo a bordo existe uma segunda família, um lugar seguro, comida e sempre uma paisagem estonteante.

O ON (Oficial de Náutica) pode desempenhar inúmeras funções a bordo, que vão desde oficial de quarto de navegação (OQN) até comandante dependendo da arqueação bruta da embarcação. As atividades da função variam bastante de embarcação para embarcação. Normalmente o OQN fica responsável pela navegação da embarcação, documentação e salvatagem. O imediato tem responsabilidade na manobra, controle do pessoal de convés, segurança e salvatagem. Por fim o comandante, que tem responsabilidade sobre toda a embarcação e representação direta desta.

É uma profissão bonita e recompensadora, que possui um plano de carreira muito bem traçado, além de um leque grande de possibilidades de emprego. Os oficiais mercantes também podem optar por trabalhar em terra, ocupando cargos administrativos, controle de tráfego marítimo, estivação etc.

O dia a dia

O ON a bordo de plataformas tem a liderança do convés e uma participação muito menor na salvatagem como um todo. Eles podem ocupar funções de Oficial de Náutica, controlador de lastro, Operador de posicionamento dinâmico, coordenador de embarcações e gerente de plataformas.

Como dito as atividades variam de embarcação para embarcação, portanto será tratado exclusivamente da rotina de oficiais a bordo de plataformas na função de ON.

Como Oficial de Náutica está incluso na rotina a verificação do estado do convés afim de notar algum desvio, verificação do estado dos pocetos com o objetivo de saber se estão operantes e num nível satisfatório. Cuidados com a documentação de bordo, ajuda no preenchimento dos RDO e na verificação de BM. O oficial tem responsabilidade sobre o Diário de Náutica, ROL de equipagem e CIR da tripulação marítima a bordo e o mais importante, realiza todas as manobras juntamente com o pessoal de bordo.

Saiba Mais!
  • 1
  • 2