A área logística está sendo cada vez mais reconhecido como um segmento estratégico no mercado, não só pelo seu foco na entrega, mas também pela metodologia usada na execução das atividades de forma cada vez mais inovadora. Assim, é ainda mais relevante termos um olhar mais atento ao capital que proporciona os maiores resultados deste segmento, o capital intelectual.

Academia Infotec Brasil: Alicia Lana Martins da Silva
Fonte: Freepik

Existem 2 tipos básicos de conhecimento, o tácito e o explicito, o primeiro trata do conhecimento adquirido pelas experiências de cada profissional, relacionada a sua visão e prática, é o “saber fazer”; o segundo é o conhecimento declarado de forma clara e formal, é o conhecimento que é compartilhado para toda a empresa como metodologia de trabalho. Tornar o conhecimento individual em coletivo traz benefícios tanto com o controle dos processos, conhecimentos das funções, menos limitações na adaptação de um profissional a uma nova função, seja por uma admissão ou uma promoção, maior eficiência na execução, entre outros.

Essa troca, proporcionada pela Gestão do Conhecimento, permite trazer, não só um melhor aproveitamento da experiência individual, como também traz a tona a criatividade das pessoas envolvidas no processo. Entendo que a gestão do conhecimento surge como uma inovação no setor de logística no momento em que a empresa cria mecanismos e oportunidades para que o conhecimento se unifique e evolua do conhecimento tático para o explicito, gerando assim, não só novas formas de execução, mas tornando “cases de sucesso”, padrões a serem seguidos.

Academia Infotec Brasil: Alicia Iana Martins da Silva
Academia Infotec Brasil: Alicia Iana Martins da Silva