Jovens debatem papel da tecnologia na construção do futuro

          San José – Mais de 500 jovens de 60 países estão reunidos na Costa Rica para debater o papel das tecnologias de informação e comunicação (TIC) na construção do futuro, tema da “I Cúpula Mundial da Juventude BYND 2015” que começou na segunda-feira.

          Jovens entre 18 e 25 anos discutirão suas propostas para a elaboração dos novos Objetivos do Milênio em assuntos como ambiente, segurança, emprego, inovação e saúde. A cúpula, organizada pela União Internacional de Telecomunicações (UIT), com o apoio das Nações Unidas, pretende fazer com que os jovens tenham uma voz ativa na formulação de soluções para enfrentar os desafios do planeta nas próximas décadas.

          O enviado especial da ONU para a Juventude, Ahmed Alhendawi, destacou na abertura da reunião que devem ser criados 500 milhões de empregos para os jovens nos próximos 15 anos, o que torna ainda mais urgente aumentar o investimento nessa parcela da população. Para o secretário-geral da UIT, Hamadoun Touré, as TICs serão uma ferramenta indispensável para enfrentar as demandas dos jovens e avançar rumo a uma “sociedade do conhecimento”.

          Segundo Touré, este momento é “crucial” para os jovens do planeta, que têm a oportunidade de serem ouvidos nos projetos de políticas que guiarão o futuro de seus países. “Precisamos escutar a juventude para encontrar soluções para seus problemas”, afirmou.

          O ministro de Educação da Costa Rica, Leonardo Garnier, disse que “o vínculo entre educação, juventude e tecnologia é a chave para romper com os círculos de pobreza” que afetam boa parte da população mundial. Alhendawi chamou atenção para os desafios existentes na integração de mais jovens na nova “sociedade do conhecimento”.

          “Neste momento, dois terços da população do mundo ainda não estão conectados à internet; em 31 países o custo médio da banda larga representa a metade do salário das famílias e não há conteúdo suficiente na rede em todos os idiomas, o que limita o acesso de muitas pessoas”, disse.

          O presidente do Conselho Econômico e Social da ONU, Néstor Osorio, ressaltou a importância da participação dos jovens no processo de revisão e reformulação dos Objetivos do Milênio que marcarão a pauta do planeta a partir de 2015.

          “As TICs agora serão um tema transversal nos objetivos, pois em 2050 seremos nove bilhões de habitantes no planeta e as tecnologias serão uma ferramenta para suprir as novas necessidades”, disse. Participam da Cúpula a presidente da Costa Rica, Laura Chinchilla, o príncipe do Catar, xeque Abdullah Bin Mohammed Bin Saud Al Thani, e a primeira-dama da Nigéria, Patience Jonathan.

          Os jovens participarão de oficinas, debates e discussões sobre o papel das tecnologias da informação. E será realizado um “Hackathon”, um projeto para desenvolver protótipos de tecnologias inovadoras. O encontro não é apenas presencial, através de uma plataforma de “crowdsourcing” (colaboração aberta em rede) jovens de todo o mundo poderão acompanhar as discussões e participar.

          As conclusões da Cúpula serão incluídas em uma declaração coletiva que será apresentada na próxima Assembleia Geral da ONU pela presidente da Costa Rica como material para a elaboração de metas que guiarão a humanidade a partir de 2015, quando vencem os atuais Objetivos do Milênio.

          Fonte: Info

          Deixe seu comentário

          Nome*

          Email* (não será publicado)

          Site