Hospital Alemão vai de Oracle Exadata

          O Hospital Alemão Oswaldo Cruz, de São Paulo, acaba de inaugurar seu novo data center. A instituição não divulga o investimento feito, mas comprou um Oracle Exadata Database Machine, appliance de computação em memória cujo preço varia conforme configuração, mas gira na casa do R$ 1 milhão.

          O novo centro vai triplicar a capacidade de armazenamento de dados do hospital, que agora representa cerca de 30TB, e possibilitar a redução de 70% no tempo gasto com a transição de telas do processo de evolução dos pacientes no Tasy, sistema de gestão da catarinense Wheb, incorporada pela holandesa Philips em 2011.

          “Os benefícios também se estendem à velocidade. A rapidez do processamento de informações no banco de dados aumentará 60% e a do backup, em 30%. O tempo de recuperação de dados do backup poderá ser processado três vezes mais rápido do que atualmente”, explica Denis da Costa Rodrigues, gerente de TI do Hospital.

          Projetado nos conceitos de Green IT, o data center tem estrutura preparada para reduzir o consumo de energia elétrica e as emissões de CO2, cabeamento de origem reciclada e redução no número de servidores, por meio de virtualização, segundo Fernando Guedes, Coordenador de Infraestrutura de TI.

          A criação do novo centro de dados acompanha a estratégia de expansão do hospital, que inaugurou recentemente um novo prédio em seu complexo no bairro Paraíso, aumentando o número de leitos de 255 para 351, no total.

          Ao todo, o complexo hospitalar soma mais de 96 mil m² de área construída, com um corpo clínico de mais de 5,2 mil médicos.

          Fonte: Baguete

          Deixe seu comentário

          Nome*

          Email* (não será publicado)

          Site